A cultura do trigo (Triticum aestivum) vem alcançando maior importância para a sustentabilidade do agronegócio brasileiro. O seu cultivo, por ser realizado durante os meses de inverno, representa uma oportunidade aos agricultores de aumentar seus rendimentos e diluir os custos fixos da propriedade.

As tecnologias geradas pela pesquisa, principalmente o desenvolvimento de cultivares mais adaptadas às diversas condições de cultivo, têm propiciado a obtenção de ganhos na produtividade de grãos e na qualidade industrial desse cereal.

As cultivares desenvolvidas pela Embrapa e pelo Iapar, em parceria com a Fundação Meridional, são indicadas para os estados do Paraná, de Santa Catarina, de São Paulo e do Mato Grosso do Sul. Há diversas opções, como trigo pão, melhorador, e também, com resistência a doenças: brusone, oídio, giberela, entre outros.

Consulte as características de cada cultivar selecionando o grupo de maturidade relativa abaixo:

PRECOCE MÉDIO TARDIO/PRECOCE
EMBRAPA IAPAR EMBRAPA IAPAR EMBRAPA
BRS Pardela IPR 85 BRS 220 IPR Potyporã BRS Graúna
BRS Sabiá IPR 144 BRS Tangará IPR Panaty  
BRS Atobá IPR Catuara BRS Gralha-Azul      
    BRS Sanhaço