25
mai
2020
80% das exportações do Paraná são produtos agropecuários

O agronegócio manteve a sua importância decisiva para a balança comercial do Paraná. Nos quatro primeiros meses de 2020, os produtos agropecuários responderam, em faturamento, por 80,3% de tudo que o Estado exportou. No total, o setor embarcou para outros países o equivalente a US$ 4,1 bilhões. O grande destaque positivo foi a soja, que atingiu safra recorde que superou as 20 milhões de toneladas.

“Nosso setor produtivo segue aos padrões de excelência internacionais e, com base nisso, temos acessado cada vez mais mercados externos. O resultado é que o agronegócio continua sendo determinante para a economia do Paraná, aproveitando a nossa vocação de produzir bem”, disse o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette.

Quase a metade do faturamento do Paraná com as exportações do agronegócio diz respeito a produtos do complexo soja. No primeiro quadrimestre, os embarques desses produtos ultrapassaram a casa dos US$ 1,9 bilhão – um aumento de 19,5% em relação ao arrecadado com as vendas externas de soja e seus derivados nos quatro primeiros meses do ano passado.

Outro destaque positivo foi complexo carnes, cujos embarques corresponderam a US$ 972 milhões – um aumento de 4% em relação ao primeiro quadrimestre de 2019. O volume arrecadado corresponde a 23,5% do que o agronegócio exportou nos quatro primeiros meses deste ano. O bom desempenho das carnes está relacionado à demanda da China, que, além de ter sido epicentro da pandemia do novo coronavírus, enfrenta uma crise sanitária de Peste Suína Africana – que dizimou a maior parte do rebanho de suínos.

Outro grupo importante foi o complexo sucroenergético, que registrou o maior aumento proporcional: 96%. Com embarques de açúcar e etanol, o grupo faturou US$ 148,5 milhões no primeiro quadrimestre de 2020, ante US$ 75,7 milhões no mesmo período do ano passado.

“Provavelmente, o agronegócio será o único setor a registrar crescimento neste ano no Brasil. Temos uma perspectiva de um bom ano para o mercado externo, particularmente impulsionado pelas carnes, complexo soja e açúcar liderando esse esforço”, avaliou o secretário de Estado de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara.

Nos outros produtos, o Paraná faturou US$ 113,3 milhões com as exportações de café (praticamente o mesmo volume que no primeiro quadrimestre de 2019), US$ 682,2 milhões com produtos florestais (recuo de 21%) e US$ 78,4 milhões com milho (queda de 37%).

Exportações do agronegócio brasileiro 

De março a abril, as exportações brasileiras do agronegócio somaram US$ 31,40 bilhões, alta de 5,9% em relação ao mesmo período no ano anterior. O Paraná se consolidou como terceiro Estado mais expressivo neste valor, sendo responsável por 13,14% deste total, atrás apenas do Mato Grosso (18,33%) e São Paulo (15,38%).

Fonte: Grupo Cultivar

Volte para a Listagem